Notícia

25/09/2017

Dia do Sorvete é celebrado com palestras e degustação na Fundação O Pão dos Pobres.

Por:  Informativo do Vale - RS 


Evento foi celebrado em Porto Alegre
Informativo do Vale Créditos: Assessoria de Imprensa Domingo , 24 de Setembro de 2017 11:00 / Atualizado em 24/09/2017
evento dia do sorvete comemoração
Atividades contemplaram cerca de 540 crianças e adolescentes da Fundação O Pão dos Pobres - Clarissa Jaeger/Assessoria de Imprensa

Porto Alegre - Instituído no Brasil para marcar o início do período de maior consumo do produto, o Dia do Sorvete teve seu propósito comercial substituído pela causa social nesta sexta-feira (22), quando a Associação Gaúcha das Indústrias de Gelados Comestíveis (Agagel) promoveu ação alusiva à data na Fundação O Pão dos Pobres, em Porto Alegre. Celebrado no dia 23 de setembro, a comemoração antecipada levou diversão, conhecimento e afeto a cerca de 540 crianças e adolescentes entre 6 e 24 anos considerados de pobreza absoluta e de alto risco social, os quais puderam festejar com palestras informativas, brincadeiras e distribuição de 100 litros de sorvete.

A participação das nutricionais do Sesi, Jaqueline Mallon e Márcia Flores, ofereceu um jogo interativo de perguntas e respostas que contou a história do sorvete, desde a sua criação na China até o surgimento das primeiras indústrias nos Estados Unidos, explicando sua composição e ressaltando pontos positivos do consumo. Jaqueline esclareceu: "Além de ser gostoso, é um alimento bastante nutritivo". A linha do tempo chamou a atenção das colegas Raquel Barbosa da Conceição (18) e Priscila Ferraz dos Santos (17). Segundo elas, o assunto já tinha sido discutido em sala de aula, onde alguns opinaram sobre as possíveis origens, mas ninguém imaginava uma trajetória tão inusitada. Já para Agatha Gabrielly Alves da Silva (12), os aspectos nutricionais foram os mais relevantes, pois, ao contrário do que muitos pensam, o sorvete traz muitos benefícios. De posse das informações, a degustação foi ainda mais saborosa para a menina: "Foi muito legal. Podiam trazer isso mais vezes para nós".

No momento da confraternização e celebração pelo sorvete, os jovens e crianças saborearam a sobremesa gelada com alegria e entusiasmo. Tainá Costa Amaro (18) irradiava felicidade, revelando: "Estava delicioso. Tanto que já repeti quatro vezes". Após a degustação, os menores puderam brincar no tobogã, cama elástica e piscina de bolinhas, enquanto os alunos do curso de Gastronomia acompanharam uma palestra com o coordenador de educação ambiental da secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Porto Alegre, Carlos Henrique Oliveira Agner. O profissional instigou a reflexão sobre os impactos do acúmulo de lixo e dos custos evolvidos com o manuseio e descarte de resíduos na cidade, além de abordar educação alimentar e arborização. Tainá acompanhou atentamente as instruções e comentou que, mesmo dedicando alguns cuidados, o fato de conhecer a importância da separação e destinação correta do lixo fará com que dê ainda mais atenção ao assunto.

Na parte da tarde, também ocorreu a explanação da diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental Matias de Albuquerque, da zona sul da capital, a qual ganhou repercussão quando alunos e professores desenvolveram práticas que reduziram de dez para apenas um a produção de saco de lixo diário. Ela mostrou imagens da sucatoteca, onde são criados brinquedos e materiais diversos a partir de lixo reciclável, como tampinhas, rolinhos, latinhas e caixas de leite, além da composteira, citando a importância da responsabilidade e do trabalho em conjunto. "O consumo consciente começa na idade de vocês. Culpar os outros é fácil, mas o que vocês estão fazendo?", indagou.

Vice-presidente da Agagel, Marcelo Melatti avaliou positivamente a ação da associação, que pela primeira vez no Estado levou a comemoração para dentro de uma instituição beneficente. "A gente conseguiu ver o resultado no rosto das crianças e adolescentes. Eles gostaram das palestras e ficaram muitos felizes com a degustação do sorvete", descreveu. Para a coordenadora pedagógica do Centro de Atendimento Integral (CATI), Isabel Cristina Machado, a parceria com empresas e entidades é fundamental, pois fortalece o trabalho desenvolvido junto àqueles que sofrem com condições sociais e econômicas precárias e vulneráveis. "Tu vê os olhinhos brilharem porque não é uma coisa comum para eles. Com isso, a gente consegue mostrar que eles também têm direito de brincar, conhecer coisas diferentes e comer um sorvete. Eles também podem ser felizes". A professora salientou que atividades como essas também contribuem para resgatar valores dos quais eles são muito carentes, como respeito, educação, reconhecimento e carinho, ensinando que, independentemente das circunstâncias, eles têm direitos e obrigações. Isabel considera essa uma forma de plantar ensinamentos que podem trazer bons frutos no futuro. "Não é só o fato de ganhar. É todo um contexto para que a gente possa fazer um mundo melhor para eles", afirmou.

Continuidade

A comemoração pelo Dia do Sorvete ocorreu na sexta-feira, mas a ação ainda terá atividades nas próximas semanas. No dia 02 de outubro, os jovens do curso de Gastronomia visitarão a fábrica da Sorvetes Dani, em Alvorada, onde conhecerão as instalações e o processo de produção da indústria sorveteira. Além disso, as embalagens utilizadas na degustação foram recolhidas pela secretaria do Meio Ambiente e, após processo de higienização, retornarão à instituição durante as comemorações do Dia da Criança, quando servirão de matéria-prima em uma oficina de confecção de jogos e brinquedos com materiais recicláveis.

Fonte: ClipEx
 

PUBLICIDADE

entrevistas

Anuncie aqui